quinta-feira, 1 de julho de 2010

" A dor da Saudade "

Trancar o dedo na porta dói.
Bater o queixo no chão dói.
Dói morder a língua, cólica dói .
Dói bater a cabeça na quina da mesa, carie dói, pedras nos rins também dói.
Mas o que mais dói é a saudade.
Saudade de um irmão que mora longe;
Saudade de uma brincadeira de infância;
Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu;
Saudade de uma cidade;
Saudade de nós mesmos, que o tempo não perdoa.
Mas a saudade mais dolorida, é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ele no quarto, mas sabiam-se lá;
Você pode ir ao dentista e ele para o trabalho, mas sabiam-se onde;

Você podia ficar sem vê-lo e ele sem vê-la, mas sabiam-se o amanhã.
Contudo, quando a distância arma a peça de os separar, sobra uma saudade que ningém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais longos;
Não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento;
Não saber como frear as lágrimas diante de uma música;
Não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche;

Saudade o que eu sinto dia após dia, com a sua ausência.

" Quem inventou a distância, nunca sofreu a dor de uma saudade".

" Recordar é Viver "

          Parece que foi ontem que tudo começou (em uma festa tão banal), a troca de olhares, o oi " sem graça ", o sorriso envergonhado e no final a brincadeira de criança, ele passando bala para a minha boca e vice-versa.
Quem diria que no final ficaríamos juntos, mas aconteceu. (e eu sou imensamente feliz por isto).
Lembro-me de cada sorriso, lágrima, gesto, juras e promessas.
Inevitável não lembrar-me o gosto de seus beijos, o calor de suas mãos, a sensação de me sentir flutuar quando estava em seus braços.
Momentos maravilhosos e inesquecíveis ... cada erro, brigaa, serviram de aprendizado e o melhor de tudo era a hora da reconciliação.
Assim, passaram-se 7 meses, rindo, brincando, compartilhando momentos, descobrindo coisas em comum, se curtindo.
Enfim, chegou o dia (o pior dos dias), pois eu tive que despedir-me, assim ficando com a dor da saudade, tendo que acostumar-me a não mais deslumbrar de seu sorriso perfeito, ouvir sua voz calma sussurrar em meu ouvido e apreciar o seu doce gosto.
Contentando-me apenas com ligações ou conversas no MSN, que para mim se tornaram as coisas mais importantes, ficava esperando uma ligação ou a hora de você entrar na internet, para saber como estava, poder ouvir sua voz e matar um pouquinho da saudade. Meus dias resumiam-se a isto, quase que implorando para que chegasse a noite e poder falar um pouquinho com você.
Passaram-se 6 meses e a saudade só aumentava e com ela a vontade de vê-lo, de tocá-lo e de acariciá-lo.
E então, a hora tão esperada, a viagem tão sonhada acontece.
Florianópolis - Ilha da Magia.
Esperei tanto e lá estava eu. A primeira foto. A sensação de arrepio, de coração acelerado, de calafrio. Ah o amor!
Foi a melhor viagem, desfrutei dos melhores momentos, ri, brinquei, chorei, mordi, apertei, abracei e finalmente dei tchau para a saudade e a distância.
Ao seu lado eu passei os melhores dias, as inesquecíveis noites, tireis as melhores fotos, conheci lugares incríveis e mais uma vez tive a prova de que nada, muito menos essa distância, vai ser capaz de destruir esse imenso amor, esse sentimento bonito que a cada dia que passa renova-se e multiplica-se.
Entretanto, tive que voltar a realidade e mais uma vez a saudade e a distância retornavam comigo lado a lado.
E continuo aqui, rezando para que chegue logo a noite para receber sua ligação, sonhado com seus beijos, com seus abraços.
Mas com a certeza de que tudo isso é para o nosso bem, para o nosso futuro e com a esperança de que esses 6 meses que faltam passem voando para tê-lo em meus braços novamente.
Te espero.

"Pois quem ama nunca desiste porém suporta tudo com fé, esperança e paciência"

Para: Julio Cesar ( Meu eterno amor).

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Para adriane Caroline !


"O amor perguntou a amizade ;
 - Para que tu serves ?
A amizade respondeu :
Sirvo pra enxugar  as lágrimas qe tu deixas cair !"


Vcê entrou na minha vida com o proposito de  suportar a distância
e com isso eu ganhei muito mais qe uma simples colega , eu ganhei uma amiga , uma irmã , uma mãe  , uma tudo !
Obrigada por todooos os momentos perfeitos qe vcê tem me dadoo !
Obrigado por enxugar minha lágrimas !
te amooo !

Por : Thaís Bueno !